quinta-feira, 16 de junho de 2011

“Iguais mas diferentes”

Na Língua Portuguesa existem várias palavras que, embora tenham grafias diferentes, possuem significados idênticos. Eis alguns exemplos: abdome/abdômen, aluguel/aluguer, arrebentar/rebentar, aspecto/aspeto, assoalho/soalho, cãibra/câimbra, coisa/cousa, covarde/cobarde, cuspe/cuspo, derrubar/derribar, diferençar/diferenciar, dois/dous, entoação/entonação, flauta/frauta, flecha/frecha, floco/froco, germe/gérmen, imundícia/imundície, labareda/lavareda, louça/loiça, loura/loira, maquilagem/maquiagem, passarinho/passarim, ranger/rangir, rastro/rasto, soprar/assoprar, taberna/taverna, voar/avoar, voleibol/volibol etc.

---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caso tenha alguma pergunta relacionada à Gramática, faça uso desse espaço...