quarta-feira, 15 de junho de 2011

O emprego correto de QUALQUER

Qualquer é um pronome designativo de coisa, lugar ou pessoa indeterminada. Não se deve usá-lo com o sentido de nenhum ou nenhuma. Por exemplo: “Sem leis justas, o país não tem qualquer possibilidade de progredir socialmente”. Neste caso, diz-se: Sem leis justas, o país não tem nenhuma possibilidade de progredir socialmente. Emprega-se qualquer quando se deseja generalizar. Por exemplo: Por intermédio da Lei, qualquer pessoa pode reclamar justiça. Exemplos da Bíblia: “Mas ele lhe disse: Como fala qualquer doida, assim falas tu” (Jó 2:10a). / “Porque as mesmas riquezas se perdem por qualquer má aventura” (Ec. 5:14a). / “Portanto qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” (Tg. 4:4b).
Uma curiosidade: a palavra qualquer é a única na Língua Portuguesa que faz o plural no meio (quaisquer): “E, se alguém tirar quaisquer palavra do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida” (Ap. 22:19a).

---
É isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caso tenha alguma pergunta relacionada à Gramática, faça uso desse espaço...